Fábio

O que mudava em Lisboa? “Nada!”

“Bom, talvez menos trânsito e menos greves do metro”, acaba por confidenciar.

Muito curioso acerca do projeto, não aceita continuar sem todas as dúvidas estarem esclarecidas. No final, acaba por partilhar que também costuma falar com as pessoas, pois tem de estabelecer conversas nas suas atividades de estudo/trabalho. Por essa razão, aceitou de bom grado participar no Faces de Lisboa.

Se tivesse de ensinar algo a alguém, gostava que fosse tirar o máximo partido da vida! Uma tarefa realmente apaixonante.

O que o faz sorrir? “Um bom dia de sol.”